A culinária mineira sem dúvidas é uma das mais conhecidas do Brasil, e um alimento que se destaca é o queijo.

A maioria dos turistas, quando viajam para as terras mineiras, buscam degustar o queijo local.

Na Serra da Canastra existe o queijo canastra, que possui um gosto forte, meio picante, denso e encorpado, devido ao clima, altitude, os pastos nativos e as águas da Canastra.

Para consumir o queijo, o alimento deve ser curado e passar por pelo menos uma semana de maturação. Com a maturação, o queijo vai ficando dourado e endurecendo de fora para dentro.

O queijo canastra é uma boa companhia para uma cerveja gelada, cachaça ou vinho. As vezes é consumido fresco, fazendo o canastra ser confundido com o queijo normal e industrializado.

Para os turistas que compram o queijo, é preciso muita atenção para conserva-lo certinho. O alimento precisa ficar em um lugar fresco e bastante ventilado, para que a maturação ocorra de maneira correta, o alimento precisa ficar sobre algum objeto de madeira e ser virado uma vez por dia.

Dentro da geladeira o queijo fica ressecado e dentro de sacos plásticos ele estraga. Saiba que ele não é um queijo normal e precisa de cuidados extras.

Antigamente, devido a má qualidade de transporte, o queijo ficava mais de um mês maturando, atingindo o ponto ideal para consumo. Atualmente, são poucas pessoas que conseguem degustar o queijo no ápice do sabor.

Para produzir o queijo canastra de 1300g são necessários 10L de leitem, que são colocados e um tambor onde recebem a adição de um fermento extraído da produção do dia anterior. Depois de um tempo o queijo talha e está pronto para entrar nos moldes redondos tradicionais.

Após o processo de talha, o queijo recebe o sal grosso e fica de molho por 24 horas, depois disso o queijo vai para a prateleira para começar o processo de maturação.

 

Agora que vocês já sabem um pouco mais sobre o queijo canastra, que tal uma viagem para a serra da Canastra?